sexta-feira, 4 de abril de 2014

Onde está o amor?


Para Refletir!

No GOOGLE, existem mais de 200 milhões de resultados para essa busca.
E mesmo assim, há um grande vazio em todos nós.
Será que hoje, o amor é mais virtual do que real?
Se pararmos para pensar, estamos cada vez mais conectados, interligados, juntos all the time, full time, online.
Mas, sempre falta aquele algo a mais.
Talvez seja o frio na barriga.
O toque, o beijo, o cheiro.
Talvez seja o coração acelerado.
Ou aquela sensação de sair de órbita.

Onde está o amor?
Na sua Timeline 
ou num pedido de casamento?
No seu status 
ou num jantar à luz de velas?
Em alguém que curtiu a sua foto 
ou em quem lhe entregou um presente?

Queremos sempre um amor de cinema.
Mas, não qualquer amor. E sim, aquele que nada pode impedir um final feliz. 
Nem mesmo uma internet lenta ou uma conexão perdida.

Na atualização frenética das redes sociais esse amor parece possível.
Todos estão sempre atualizando seus sentimentos, suas alegrias e suas paixões. Mas nunca seus dissabores.
Porém, assim como nós, pessoas reais, também sentem um grande vazio.
Uma saudade que não se resolve com uma nova mensagem do facebook.

Será que não está na hora de bloquearmos esse tipo de amor virtual?
E persistir num amor que seja verdadeiro, off-line e real? 
Um amor com privacidade, sem que outros comentem ou compartilhem?

O mundo virtual está cada vez mais sufocante. Precisamos respirar, tomar um fôlego. Desconectar. Experimentar
Um bip de whatsapp não deveria provocar mais emoção que um beijo.
Não dá para se declarar ao pé do ouvido com apenas 140 caracteres.
Precisamos seguir com o que nos faz feliz, não com o que nos torna vazios e solitários.
Por enquanto, o que sabemos é que o amor só existe quando está conectado e compartilhado. 
Então, Onde está o amor?

(Deivison Pedroza)


terça-feira, 1 de abril de 2014

Retomando as atividades.

Voltei, quase 3 anos sem escrever uma palavra , resolvi voltar as atividades. Não prometo novidade, porque esse negócio de promessas é para político. Vamos que vamos


quarta-feira, 23 de fevereiro de 2011

Prefeito de Manaus, bate boca com moradora.

Incrível a capacidade de comunicação que o Prefeito de Manaus, o Senhor Amazonino Mendes tem com seu eleitorado.



Após sua casa ser soterrada a morada diz para o prefeito " Moramos aqui porque não temos condições de ir para um lugar melhor" . O prefeito com toda sua delicadeza responde " Então morra!"

Isso é a realidade do nosso Brasil!

domingo, 20 de fevereiro de 2011

E o que é que eu procuro afinal?


Solidão, o silêncio das estrelas, a ilusão
Eu pensei que tinha o mundo em minhas mãos
Como um deus e amanheço mortal
E assim, repetindo os mesmos erros, dói em mim
Ver que toda essa procura não tem fim
E o que é que eu procuro afinal?
Um sinal, uma porta pro infinito, o irreal
O que não pode ser dito, afinal
Ser um homem em busca de mais, de mais...
Afinal, como estrelas que brilham em paz, em paz...
Solidão, o silêncio das estrelas, a ilusão
Eu pensei que tinha o mundo em minhas mãos
Como um deus e amanheço mortal
Um sinal, uma porta pro infinito, o irreal
O que não pode ser dito, afinal
Ser um homem em busca de mais...
(Lenine)

O que você procura?